top of page

BLOG - Doenças e suas curas - Parte 4 - 51 a 70






51) FRIGIDEZ A frigidez atinge muitas mulheres, principalmente quando a idade vai avançando. A quantidade de hormônios diminui, sobretudo após a menopausa. Muitos desses casos têm raíz no estresse diário, na própria redução de hormônios próprios do envelhecimento e no acúmulo de tarefas. A planta a ser utilizada aqui é a damiana. A damiana teve excelentes resultados científicos quando testada em ratos de laboratório. Aconteceu um aumento do apetite sexual e relaxamento. Ela reduz a frigidez, aumenta a lubrificação vaginal e melhora a qualidade do sono. Tratamento: Chá. Ferva 1 l de água e assim que levantar fervura, adicione 2 colheres (sopa) das folhas secas da damiana. Desligue o fogo e deixe a infusão tampada por 10 minutos. Quando amornar, filtre e não consuma mais do que 3 xícaras ao dia.


52) FURÚNCULO O furúnculo é uma inflamação com infecção e inflamação causada por bactérias de pele, na maioria das vezes, pela bactéria Staphylococcus aureus. Ele tem uma aparência de nódulo e que dependendo da fase em que se encontre, pode estar ou não amolecido. É avermelhado ao redor e amarelada na ponta (em fases mais tardias). Ele pode curar-se sozinho na maioria dos casos, mas uma ajuda vai trazer resultados mais rápidos. O remédio natural aqui é o óleo de copaíba. O óleo de copaíba possui propriedades anti-inflamatórias, ajudando a tratar esta infecção de pele. Tratamento: Compressa. Aplique 8 gotas de óleo de copaíba sobre o furúnculo e massageia suavemente de forma circular. Após isso, coloque compressas de água quente. Tenha cuidado para não queimar a pele.


53) GASES Os gases acontecem por reação a determinados alimentos, alergias, efeitos colaterais de remédios, má digestão e problemas no intestino. Elas causam mal-estar, inchaço, dores e constrangimento. A planta a ser utilizada no tratamento é o louro. O louro é digestivo, diurético, estimulante, anti-inflamatório e hepático. Tratamento: Chá. Coloque 300 ml para ferver. Quando levantar fervura, adicione 5 folhas de louro e tampe a infusão. Deixe parado por 10 minutos. Espere amornar e pode consumir até 3 vezes ao dia. PS: Mulheres grávidas ou lactantes não devem usar. Também não deve ser consumido com analgésicos e anestésicos.


54) GASTRITE A gastrite ocorre quando acontece uma inflamação, que pode ou não estar acompanhada de erosão ou infecção no revestimento estomacal, muitas vezes, tudo isso ocorre por falta de ácido no estômago. Ela pode durar curtos períodos no caso da gastrite aguda, ou durar meses, como no caso da gastrite crônica. O estresse pode agravar a situação. A planta a ser utilizada nesse tratamento é a espinheira-santa. A espinheira-santa é uma planta medicinal que possui propriedades que ajudam a diminuir a acidez estomacal e a regenerar o estômago. Tratamento: Chá. Ferva 250 ml de água. Quando levantar fervura, adicione 1 colher (chá) das folhas secas da espinheira-santa e deixe tampado por cerca de 10 minutos. Você pode consumir até 3 vezes ao dia.


55) GENGIVITE Gengivite é a inflamação da gengiva. É o primeiro estágio da doença periodontal e, assim, o estágio mais fácil de ser tratado. A inflamação pode causar alterações no tecido ósseo que sustenta os dentes e também pode causar sangramento e incômodo. A planta a ser utilizada é a sálvia. A sálvia é bactericida e já foi comprovado cientificamente o seu poder antisséptico. Tratamento: Lavagem. Ferva 250 ml de água. Quando ferver, adicione 2 colheres (sopa) de sálvia fresca ou 1 colher (chá) de sálvia seca. Deixe ferver de 5 a 10 minutos. Coe e deixe a água esfriar. Use a mistura como enxaguante bucal de 2 a 3 vezes por dia.


56) GONORREIA Gonorreia é uma infeção sexualmente transmissível (IST) causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae. Em muitos casos, não existem sintomas. Ela pode ser transmitida em qualquer contato sexual, como penetração vaginal ou anal, sexo oral e pode se manifestar na pele, olhos e articulações. O tratamento complementar é feito com romã. A romã possui propriedades antibacterianas e estimula o sistema imunológico, já que é rica em zinco, magnésio e vitamina C. Sendo assim, o chá de romã é uma excelente opção para auxiliar no tratamento. Tratamento: Chá. Ferva 250 ml de água. Desligue o fogo e adicione 1 colher (sopa) de cascas de romã. Quando amornar, coe e beba. Tome 2 vezes ao dia. PS: Você pode substituir as cascas por 1 colher (sopa) das flores da romãzeira.


57) GORDURA NO FÍGADO O acúmulo de gordura no fígado acontece com o tempo e é silenciosa. Quando se percebe, o fígado já está bastante comprometido. É necessário o acompanhamento médico, mas ela pode ter um tratamento complementar. A planta ser utilizada, aqui, é a alcachofra. A alcachofra possui uma grande quantidade de fibras naturais, promove a limpeza do fígado e evita o acúmulo de lipídios nos tecidos. Tratamento: Chá. Coloque 750 ml de água para ferver. Quando entrar em ebulição, adicione 1 alcachofra inteira, em pedaços. Deixe cozinhar por 3 minutos, desligue o fogo e deixe esfriar. Consuma até 3 xícaras no dia.


58) GOTA Gota é uma doença caracterizada pela elevação de ácido úrico no sangue, resultando em um depósito de cristais de monourato de sódio nas articulações. Ela causa surtos de artrite aguda secundária e interfere no cotidiano das pessoas. A planta a ser utilizada é a cavalinha. A cavalinha possui propriedades antiartríticas e anti-inflamatórias e fortalece os tecidos conjuntivos. Tratamento: Chá. Ferva 250 ml de água e, em seguida, adicione 2 colheres (chá) de cavalinha. Desligue o fogo, tampe a infusão e deixe descansar por 10 minutos. Quando amornar, pode consumir. Beba até 3 xícaras por dia. Não ultrapasse 6 semanas de uso. PS: Ela é contraindicada para mulheres grávidas, lactantes, pessoas com doenças cardíacas e renais.


59) GRIPE A gripe é uma infecção que ocorre no sistema respiratória e causa dores musculares, dor de cabeça, febre, tosse, coriza, entre outros sintomas. A gripe é transmissível e pode ser tratada naturalmente. Embora seja importante um acompanhamento profissional. A planta a ser utilizada nesse tratamento é o alho. O alho é anti-inflamatório, é um antibiótico natural, antibacteriano e eficaz na eliminação de bactérias que causam infecções respiratórios. Ainda é fungicida e antiviral. Tratamento: Chá. Amasse um dente de alho em uma xícara e complete com água fervendo. Tampe e deixe abafar por 10 minutos. Consuma morno a cada 12 horas. PS: Você também pode consumir alho em sua alimentação diária.


60) HALITOSE (MAU HÁLITO) Embora muita gente associe o mau hálito ao estômago, uma grande parte dos casos têm sua origem na língua. Isso acontece pelo acúmulo de bactérias que ocorre na mucosa bucal. A planta a ser utilizada é o eucalipto. O eucalipto possui propriedades antissépticas e aromáticas e é bastante eficaz para combater o mau hálito. Tratamento: Lavagem. Coloque 150 ml de água para ferver e, em seguida, desligue o fogo e adicione ½ colher (sopa) de folhas de eucalipto em uma xícara. Depois de morno, coar e utilizar como enxaguante bucal.


61) HEMORROIDA Hemorroidas são veias inchadas, inflamadas e doloridas localizadas na parte inferior do reto ou do ânus. Elas podem ser internas (dentro do ânus ou na parte inicial do reto) ou externas (na abertura anal e se espalha até o lado de fora). A planta a ser utilizada é a calêndula. A calêndula possui propriedades calmantes, antissépticas, antibacterianas, desinfetantes, cicatrizantes e anti-inflamatórias. Tratamento: Banho. Coloque 500 ml de água para ferver e, quando estiver fervendo, apague o fogo e acrescente as flores. Deixe tampado por cerca de 10 minutos. Depois disso, escolha uma bacia cujo tamanho seja suficiente para que você sente dentro dela. Em seguida, coloque água morna até a metade e acrescente nessa água o chá de calêndula que você preparou. Permaneça por, aproximadamente, 20 minutos. Você pode fazer o procedimento até 2 vezes ao dia.


62) HERPES ZÓSTER (COBREIRO) O herpes zóster é uma infecção viral que provoca bolhas na pele e dor aguda. Ele pode acometer qualquer região, mas é mais comum no tronco e no rosto. As feridas se formam em formato de faixa em um dos lados do corpo. É causado pela reativação do vírus varicela-zóster (o mesmo vírus da catapora) em pessoas que tiveram catapora em algum momento da vida e ficaram com o vírus adormecido nos gânglios. Esse vírus poder ser “despertado” por alguma queda da imunidade. O tratamento é com a camomila. A camomila é utilizada como calmante natural, não apenas para o sistema nervoso, mas também para a pele. Ela é recomendada para pele irritada, para diminuir a inflamação e melhorar os sintomas como dor e coceira. Tratamento: Banho. Ferva 1 l de água. Em seguida, coloque a água em uma bacia e adicione 5 colheres (sopa) de flores de camomila. Coe e lave a região afetada. Repita até 3 vezes ao dia.


63) HISTERIA A histeria é um transtorno psicológico causado, principalmente, por ansiedade extrema. Os acometidos não conseguem controlar suas emoções e sua forma de agir, reagindo de forma exagerada ou perdendo a consciência. Todo tratamento psicológico precisa ser acompanhado de perto por profissionais da saúde - de preferência, psicólogo e psiquiatra - e essa é uma opção de tratamento complementar. Quem toma medicamento controlado, não deve - sob hipótese alguma - deixar o tratamento de lado. A planta a ser utilizada é o ginkgo biloba. O ginkgo biloba possui flavonoides e terpenos que diminuem as alterações bruscas de humor. Tratamento: Chá. O ideal é conversar com seu médico para saber qual a quantidade que você pode consumir do gingko biloba. Essa é uma decisão de quem acompanha o histórico médico do paciente. Mas atenção: o uso de ginkgo biloba junto com outras medicações como antiagregantes plaquetários e anticoagulantes, pode apresentar um risco potencial de provocar hemorragia dentre outras interações medicamentosas. Não deixe de conversar com seu médico.


64) ICTERÍCIA ‘Icterícia é a pigmentação amarela da pele, mucosas e da parte branca dos olhos, causada por altos níveis de bilirrubina no sangue. As fezes podem ser de cor clara e a urina de cor escura. O tratamento, aqui, é com agrião. Um excelente remédio caseiro para a icterícia é comer um refogado de agrião, pois possui um óleo que provoca a produção de bílis pelo fígado, desintoxicando o organismo e eliminando a bilirrubina em excesso que causa a icterícia. Tratamento: Consumo. Ingredientes ● 1 maço de agrião ● azeite ● sal à gosto ● pimenta ● preta alho fatiado Cortar os talos e as folhas do agrião, e temperar à gosto. Levar ao fogo médio usando uma frigideira larga ou wook. Se achar necessário podese adicionar 1-2 colheres de água para evitar queimar, e mexer sempre, até que as folhas estejam cozidas.


65) IMPOTÊNCIA SEXUAL A impotência sexual, ou disfunção erétil, é a incapacidade e dificuldade em ter ou em manter uma ereção que permita a relação sexual. As razões envolvem o passar dos anos, questões emocionais e psicológicas, baixa autoestima, entre outros. O tratamento é feito com a catuaba. A catuaba aumenta a libido e melhora o desempenho sexual masculino. Também é vasodilatador, melhorando a circulação sanguínea na região. Tratamento: Chá. Ferva 750 ml de água. Desligue o fogo e adicione 4 colheres (sopa) de raízes de catuaba. Tampe e deixe descansar por 10 minutos. Você pode consumir até 3 xícaras desse chá por dia.


66) IMUNIDADE BAIXA Uma das principais causas da imunidade é baixa, é a falta dos principais grupos alimentares na dieta diária. Variações hormonais também podem resultar na baixa das defesas naturais do corpo. O tratamento é com guaco. O guaco é uma das plantas mais importantes para o aumento da imunidade, pois possui propriedades anti-inflamatórias, antialérgicas e antibacterianas. Tratamento: Chá. Ferva 500 ml de água e misture 1 colher (sopa) das folhas picadas. Mantenha a fervura por mais 5 minutos e depois coe. Tome uma xícara pela manhã, e uma de noite. PS: Grávidas e lactantes devem evitar o consumo.


67) INFECÇÕES DE BEXIGA Um mal que atinge em maior parte as mulheres, infecção urinária é a presença de patogênicos que causam doença em alguma região do trato urinário. As principais causas são a relação sexual e as bactérias do trato gastrointestinal, que podem chegar da genitália até a bexiga. Raramente ocorre por corrente sanguínea. Existem dois tipos principais: a cistite (infecção de bexiga) e a pielonefrite (infecção no sistema de coleta de urina próximo aos rins). A planta a ser utilizada é o manjericão. O manjericão possui propriedades antibacterianas devido à ação de seus óleos voláteis que contêm estragol, linalol, cineol, eugenol, sabineno, mirceno e limoneno. Isso contribui na melhora dos sintomas da infecção urinária.


68) INSOLAÇÃO A insolação acontece pelo excesso de exposição ao sol, ou até mesmo uma pequena exposição em horário inadequado. Ela surge quando a temperatura corporal ultrapassa 40° C. Isso faz com que o sistema de transpiração sofra uma pane, fazendo com que o corpo superaqueça. O tratamento é com a camomila. O chá de camomila possui propriedades anti-inflamatórias, e é usado para aliviar a ardência e a vermelhidão causadas pelas queimaduras. Se for aplicado gelado, ele ainda refresca a pele. Tratamento: Banho. Ferva 1 l de água. Quando ferver, desligue o fogo e adicione 8 colheres (sopa) de flores da camomila e deixe em infusão por 20 a 30 minutos com o recipiente tampado. Em seguida, coe a mistura e adicione 4 cubos de gelo. Quando estiver bem frio, despeje sobre as queimaduras e deixe secar naturalmente. Repita o procedimento 3 vezes ao dia.


69) INSÔNIA A insônia é um distúrbio que prejudica a capacidade de uma pessoa adormecer ou, ainda, de permanecer dormindo durante toda a noite. A falta de descanso torna a pessoa pouco ativa durante o dia, apática, desanimada (...) A planta a ser utilizada é a erva-cidreira. A erva-cidreira possui propriedades que acalmam e relaxam o organismo, proporcionando uma melhor noite de sono. Tratamento: Chá. Ferva 500 ml de água. Desligue o fogo e adicione 2 colheres (chá) de erva cidreira. Tampe e deixe por 10 minutos. Espere amornar e beba. Não beba mais que 3 xícaras por dia. Se tiver pressão baixa, tome 1 xícara e veja como se sente. A erva-cidreira reduz a pressão arterial.


70) INTESTINO PRESO O intestino preso ou prisão de ventre é uma doença provocada principalmente pelo consumo insuficiente de fibras, porém, outros aspectos também são importantes para manter um bom funcionamento intestinal, evitando essa e outras doenças de origem gastrointestinal. A melhor estratégia para regular o intestino é comer fibras em todas as refeições, além de beber bastante água para amolecer as fezes, facilitando sua saída de forma natural. De qualquer forma, uma solução natural para ajudar a acelerar o tratamento é o suco de mamão com linhaça, pois estes alimentos são ricos em fibras que ajudam a combater o intestino preso, ajudando a reduzir a barriga inchada. Tratamento: Consumo. Ingredientes: ● 1/2 mamão sem sementes ● 1 copo de água ● 1 colher (de sopa) bem cheia de linhaça ● Mel ou açúcar a gosto Bater no liquidificador o mamão e a água (ou iogurte), adicionar a linhaça e adoçar a gosto. Este remédio caseiro pode ser utilizado por crianças pequenas com o intestino preso.


AVISO IMPORTANTE: Todos os tratamentos aqui mencionados podem ser utilizados pela maioria das pessoas. Entretanto, se você está grávida, amamenta, possui problemas renais, diabetes, inflamações gastrointestinais, possui doenças crônicas ou condições que exijam maior atenção, antes de utilizar qualquer um destes tratamentos, converse com seu médico. Alguns deles possuem alertas por se tratar de plantas que possuem propriedades que reconhecidamente não devem ser utilizadas por determinados grupos. Mas nunca deixe de comunicar seu médico.


Hoje compartilhamos 10 dicas do Manual da Saúde Natural de Dayan Siebra. Acompanhe nossos post para as próximas!


Fonte; Manual da saúde natural - 101 chás, plantas e ervas para doenças do dia a dia! Descubra o poder oculto da natureza! Dayan Siebra - Ebook Gratuíto

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page