top of page

O que é Biohacking? Veja 6 maneiras de praticar Biohacking para melhorar a sua saúde!

Já pensou se pudéssemos nos sentir melhor e termos nossos corpos funcionando perfeitamente o tempo todo? Isso não seria incrível?


Aliás, isso já existe! Bem-vindo ao mundo do Biohacking.




O que é Biohacking?

Biohacking é o processo de fazer mudanças em seu estilo de vida a fim de "hackear" a biologia do seu corpo e se sentir melhor.


Você conhece o ditado: “Você é o que você come”? Na verdade, isso se aplica aos humanos em um sentido mais amplo: tudo que colocamos em nossos corpos - nossos alimentos, nossos pensamentos, nosso movimento físico - absolutamente tudo afeta a maneira como nos comportamos e vivemos.


Ao fazer Biohacking em você mesmo, você pode realmente transformar seu corpo para se sentir mais energizado, mais produtivo e, no geral, como a melhor versão possível de si mesmo.


Não, não é preciso ser um cientista maluco e fazer experimentos malucos com o seu corpo. Ao invés disso, significa usar vários hacks para ver o que funciona melhor para você (o que pode ser muito diferente do que funciona para seus amigos, por exemplo) e usar esta adaptação para viver sua vida da melhor forma.


Faça pequenas mudanças em seu estilo de vida, dê ao seu corpo tempo para que este se auto-ajuste e então veja como você se sente.


Fique somente com os hábitos que funcionam para você e livre-se do que não funciona. Afinal, quando se trata de como seu corpo está, você é o especialista!


6 maneiras de se “auto-hackear” para melhorar a sua vida


Mas o que eu posso fazer para começar a melhorar a minha vida? Aqui estão várias maneiras de se Biohackear:


1. Experimente uma dieta de eliminação

Se você luta com alergias alimentares, tem problemas para digerir alimentos, tem problemas de pele como eczemas ou acnes, ou se sente constantemente cansado, provavelmente é hora de se Biohackear com uma dieta de eliminação.


Uma dieta de eliminação é apenas um plano alimentar de curto prazo para descobrir se os alimentos que você consome desempenham algum papel em quaisquer problemas de saúde que você possa estar enfrentando. A pesquisa mostra que uma dieta de eliminação é uma forma eficaz de reconhecer os alimentos desencadeadores, para que possam ser evitados para quem sofre de alergia alimentar, por exemplo.


É assim que funciona: por três a quatro semanas, você remove alimentos que são conhecidos por ser alérgenos, dando tempo para que qualquer inflamação diminua e oferecendo a você uma ideia de o que pode estar lhe causando desconforto. Glúten, soja, laticínios, amendoim e milho são alimentos que devem ser eliminados durante esse período.


Então, lentamente, você reintroduzirá os alimentos “proibidos”, prestando atenção em como você se sente e como seu corpo responde fisicamente. Se você suspeitar que um alimento que adicionou de volta à sua dieta é irritante, você o removerá novamente e verá se os sintomas desaparecem.


O objetivo é identificar se você é menos tolerante com alguns alimentos do que outros e, em seguida, tomar decisões informadas sobre o que você come. Por exemplo, se você descobrir que não responde bem ao leite de vaca, você pode usar leite de coco no seu café ou experimentar queijo de cabra como parte de uma dieta sem laticínios.


Uma dieta de eliminação é um dos melhores Biohacks que você pode fazer por si mesmo. Algumas pessoas não entendem o quão bem podem realmente se sentir até que removam alguns dos piores criminosos alimentares de suas dietas.


2. Abandone o açúcar! Pode ser um biohack muito difícil, mas um dos mais recompensadores.


Isso não significa que você tem que eliminar açúcares naturais, como os que você encontra em frutas e laticínios. Você deve se preocupar com produtos que tiveram açúcares adicionados, como por exemplo em produtos como refrigerantes, alimentos processados ​​e doces. Eles também estão em alimentos como iogurte, condimentos (verifique os rótulos de molho barbecue e ketchup) e bebidas energéticas.


O que torna o açúcar tão ruim para o seu corpo?


Estudos mostram que o consumo de açúcar aumenta o risco de diabetes tipo 2, leva a alterações de humor, aumenta a inflamação no corpo e diminui a energia - e essa é a lista abreviada! (Pesquise mais sobre os benefícios de uma dieta sem açúcar, vale a pena)


Como você reduz seu hábito de consumir açúcar? Aprenda a medir o açúcar, procure-o em todas as suas formas nos rótulos (dica: qualquer coisa que termine em “ose” e adoçantes naturais como mel, melaço e suco de frutas ainda contam) e limite os alimentos processados.


3. Mude quando você come

Você sabia que, simplesmente mudando quando você come, você pode Biohackear seu corpo? O jejum intermitente está ganhando popularidade como método para perder peso e normalizar a sensibilidade à insulina, o que pode ajudar a prevenir doenças crônicas como o diabetes.


Também regula os níveis de grelina, mais comumente conhecido como o hormônio da fome, que avisa seu cérebro quando você está com fome, e a leptina, que envia sinais para o cérebro quando você está cheio e deve parar de comer.


O legal do jejum é que existe mais de uma maneira de fazê-lo. Algumas pessoas optam pelo jejum em dias alternados, em que, nos dias de jejum, você limita suas calorias a 25% da ingestão normal e, em seguida, ingere-se a quantidade usual de calorias nos dias sem jejum.


Também há restrição de tempo para comer, onde você só come durante uma determinada janela de tempo durante o dia (se você janta cedo e tende a tomar café da manhã tarde, você já faz isso!). Embora possa levar algum tempo para se acostumar com o jejum intermitente , dependendo de seus objetivos de saúde, pode ser uma boa opção de Biohacking. Mas lógico, sempre consulte um especialista antes de qualquer mudança drástica na sua dieta.


4. Durma mais

Muitas vezes falta sono nas conversas sobre perder peso e melhorar sua saúde e humor - e isso é um grande erro. Se você não dorme o suficiente todas as noites (geralmente entre sete a nove horas) e sofre de insônia, você está se colocando em risco de uma série de problemas de saúde, incluindo um risco maior de doenças crônicas, um sistema imunológico enfraquecido , depressão, dificuldade de concentração, irritabilidade, aumento do apetite e desequilíbrio hormonal.


Na verdade, pesquisas publicadas na Nature and Science of Sleep indicam que as interrupções do sono têm consequências adversas substanciais para a saúde a curto e longo prazo.


Você pode começar com um “hack” em seu sono um tanto quanto simples: durma mais, na medida do possível.


Esses sete auxílios naturais para dormir podem ajudar. Algumas de nossas sugestões favoritas são seguir um horário regular de sono, mesmo nos fins de semana, para manter seus ritmos circadianos sob controle.


Manter os eletrônicos fora da cama também é importante. As luzes do seu smartphone dizem ao seu cérebro que é hora de acordar, e não de cair no sono. Outro biohacking para insônia bastante simples é tomar um chazinho específico para sono, você já vai sentir alguma diferença.


5. Descontraia sua mente com meditação

Com o que alimentamos nossas mentes é tão importante quanto com o que alimentamos nossos corpos. A meditação é um hack muito importante para o cérebro.


Estudos comprovaram que os benefícios da meditação são enormes: desde reduzir a dor e aumentar a qualidade do sono até diminuir a inflamação e aumentar a produtividade. Se você sofre de estresse ou ansiedade, a meditação também pode ser uma forma muito eficaz de lidar naturalmente com os sintomas.


Estabelecer uma prática diária de meditação é uma das melhores coisas que você pode fazer para sua saúde física e mental.


Se você está preocupado por não conseguir parar seu cérebro de zumbir por tempo suficiente para meditar, não se preocupe. A meditação guiada pode ajudá-lo a adquirir o hábito.


Existem dezenas de aplicativos de smartphone e mídias grátis no YouTube que você pode usar. Alguns o alertarão no mesmo horário todos os dias ou farão meditações específicas para diferentes propósitos, como começar o dia com a cabeça limpa ou ajudá-lo a relaxar.


6. Tire os sapatos

Com que frequência você anda descalço na grama ou sente a areia estalar entre os dedos dos seus pés? Se a resposta for “não o suficiente”, você definitivamente deve considerar o aterramento como seu próximo biohack.


O Aterramento, também conhecido como Grounding ou Earthing, é um segredo de biohacking. Significa permitir que seus pés se conectem com a superfície abaixo deles e com a poderosa energia dos elétrons da Terra.


Quando passamos algum tempo descalços na terra, nossos pés agem como correntes elétricas, permitindo que as cargas elétricas naturais que a Terra produz fluam através de nós.


Pesquisas publicadas em Alternative Therapies in Health and Medicine sugerem que o Aterramento tem o potencial de atuar como uma “estratégia clínica simples, natural e acessível contra a epidemia global de doenças não transmissíveis, degenerativas e inflamatórias”. O Aterramento pode melhorar seu sono, reduzir a inflamação e encorajá-lo a desfrutar mais da natureza e receber sua dose diária de vitamina D pegando um solzinho- além disso, tudo isso é abundante e gratuito!


Experimente dar um pequeno passeio sem sapatos até a caixa de correio, passear na praia ou mesmo fazer churrasco descalço. Conforme o clima fica mais frio, alguns sapatos minimalistas de Aterramento podem ajudar a manter seus pés em contato mais próximo com a Terra sem sofrer com o frio.


A natureza de nossa espécie é evolutiva e condicionada a prosperar usando vários desses métodos simples, que em sua maioria são naturais, nos ajudando a aumentar nossa longevidade e a nossa qualidade de vida. Comece devagar, sempre observando as diferenças em sua vida após testar novos métodos de biohacking. Aos poucos você se sentirá muito mais disposto e feliz. E lembre-se: sempre consulte um especialista para identificar a melhor maneira de biohackear a sua saúde para que esta mudança seja positiva e saudável para você!


Fonte: Draxe.com



25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page